quarta-feira, 7 de abril de 2010

LUTO (NOTÍCIAS ATUALIZADAS) 09/04 15:25


A Toca da Coelha está de luto pelas vítimas da enchente no Rio de Janeiro, suas famílias e todas as pessoas que prederam suas casas.

Até agora foram contabilizados 110 mortos, de acordo com o governador Sérgio Cabral no site G1. 1778 pessoas estão desabrigadas, e outras centenas estão desaparecidas.

Minhas lágrimas sobre o Rio de Janeiro.

Deus nos abençoe, nos ajude, e tenha misericórdia de nós.

:-(

ATUALIZANDO AS NOTÍCIAS:

Os mortos em todo o Estado do Rio passam de 163, de acordo com a Defesa Civil.

Morro da Bumba:

Só no Morro da Bumba, no Cubango em Niterói, mais de 200 pessoas estão soterradas por causa do deslizamento de terra causado pelas chuvas fortes da madrugada. Equipes de resgate não esperam encontrar ninguém com vida. Seis corpos já foram encontrados, entre eles o de uma criança. 51 pessoas ficaram feridas e 40 casas foram atingidas.

Fonte: http://g1.globo.com/

:-(

DOAÇÕES:

Saiba onde e o que doar para os desabrigados aqui:

http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1561811-5606,00.html

Vários lugares no Estado estão recebendo doações. Sem desculpa para não doar.

ATUALIZANDO:

O número de mortos em todo o Estado do Rio de Janeiro já chega a 192. 22 corpos já foram resgatados no Morro do Bumba, em Niterói.

Agora a notícia mais polêmica: o Papa Bento XVI enviou ao arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta uma mensagem na qual comunica uma bênção especial às vítimas das chuvas. A mensagem é a seguinte:

"Informado sobre as trágicas consequências das inundações que semearam luto e devastação em tantas famílias do Estado do Rio de Janeiro, o sumo pontífice deseja assegurar a toda comunidade local a sua solicitude, recomendando as vítimas à misericórdia de Deus e suplicando conforto e apoio para suas famílias, para os feridos e quantos perderam seus bens. Para todos os provados por este drama, sem esquecer das pessoas que participam na obra de socorro e assistência, sua santidade Bento XVI invoca reconfortantes graças divinas em penhor das quais lhes concede paterna benção apostólica”.

Quem assina é o Cardeal Bertone, Secretário de Estado do Vaticano.

Algumas pessoas criticaram a atitude do Sumo Pontífice no blog onde se encontra essa matéria (no site G1) Elas alegam que uma simples bênção não pode fazer nada para ajudar as vítimas. Eu penso ao contrário. O Papa fez o trabalho dele como pastor e pai espiritual ao enviar palavras de conforto às vítimas. Já pensou se a Igreja Católica fosse enviar dinheiro a todas as vítimas de tragédias ao redor do mundo? Ela com certeza já estaria falida. O momento não é de intolerância religiosa, e sim, de união. Queria que os líderes de todas as religiões enviassem suas bênçãos para as vítimas do Rio. Uma coisa é certa, se ele não tivesse se pronunciado, essas mesmas pessoas estariam criticando-o por não tê-lo feito.

Fica o apelo: Paz e união nesse momento difícil. Não precisamos de mais tristezas.

1 comentários:

Dominique disse...

Muito triste mesmo, amigo. Nossa cidade vira de cabeça pra baixo quando chove. Temos que agradecer a Deus pela nossa casa e por ele sempre nos proteger.

Bjjs!

Postar um comentário