quinta-feira, 4 de março de 2010

Loreena na veia!

Olá! Começo agora meu segundo post musical com algo que não me sai da cabeça, que fica martelando a minha mente, e aparece até quando eu durmo. Estou falando do meu novo vício musical (sim, eu tenho isso): Loreena McKennitt!




A algum tempo atrás, durante uma tarde adorável de conversa fiada com minha querida amiga Nana, esse assunto surgiu. Eu já era doida por ela, mas minha amiga era ainda mais. Ela me falou super bem das músicas dela, e alguns dias atrás eu resolvi baixar algumas. E me apaixonei.

Mas se engana quem acha que eu era marinheira de primeira viagem. Eu já conhecia Loreena de alguns anos atrás. Não sei bem como foi que eu a encontrei, mas creio que a primeira música dela que ouvi foi The Mummer's Dance. Gostei tanto que baixei uma segunda, The Mystic's Dream. As duas são maravilhosas e traduziam bem o momento mystic que eu estava passando. Pouco tempo depois eu descobri que a segunda música era tema do filme As Brumas de Avalon, por cujo livro eu era loucamente apaixonada. Quando eu vi a cena de abertura do filme eu quase chorei! Morgana naquele barco, no meio da névoa, ao som da introdução instrumental de The Mystic's Dream... Nossa! Foi perfeito! Nenhuma outra música teria sido tão perfeita!

Depois de algum tempo eu deixei pra lá, á medida que ia enjoando eu fui esquecendo Loreena até aquela minha conversa com minha amiga. Decidi baixar mais algumas músicas. A primeira delas foi Marrakesh Night Market. Contagiante! Eu me sinto dentro de um mercado no Marrakesh! Dá vontade de dançar. Outra que me deixa contagiada é Tango to Evora, meu atual vício. Essa eu tenho que segurar meus membros pra não sair dançando no meio da rua! Ela é incrível, muito sensual e elegante, um tango de verdade. O fato de não ter letra nem me abalou (eu não gosto muito de músicas instrumentais... sei lá porque) Ela tem um violino que arrepia minha espinha... Ah, só ouvindo pra saber! Suas músicas têm esse dom de deixar a gente sem palavras.

Outra música instrumental que me cativou foi Santiago. Nossa, se Loreena soubesse como eu amo som de castanholas ela teria feito uma música inteira só com elas! Esse violino também me dá uma coceira nos pés quase insuportável! Maravilhosa! Uma coisa meio cigana, quase selvagem! Me faz sentir no meio das florestas frias dos Andes.




Hummm, agora devo falar da música que estou ouvindo nesse exato momento: All Souls Night! Nessa Loreena também exibe sua voz incomparável e ancestral, sem eras. Eu quase posso ouví-la cantando num antigo ritual celta, no meio de um círculo sagrado, com os tambores pagãos que ela cita nessa música tocando ao fundo. Deliciosa. Me dá vontade de rodopiar. Além do que a letra é linda de morrer! Outras que me dão a mesma sensação é Huron Beltane Fires Dance e Samhaim Night. Quase posso ver as Fogueiras de Beltane, as sacerdotisas dançando ao redor do fogo. Quase posso ver Morgana com sua lua crescente na testa, junto com Vivianne, Igraine e outras mulheres de Avalon. Eu quase posso sentir as brumas que cercam a ilha mágica...

Aliás, já que citei um ritual pagão, ouso dizer que as músicas da Loreena são quase como cânticos religiosos. Ao ouví-las, tenho vontade de louvar; à natureza, à Deus, à Criação... Hinos de uma religião sem doutrinas, sem opressão. Apenas um hino de louvor.

Full Circle e The Dark Night of the Soul são duas que me deixam com sono, mas no bom sentido, como as músicas da Enya. Aliás, algumas pessoas comparam as duas cantoras, mas eu acho nada a ver. As duas tem estilos diferentes. A Enya é maravilhosa, mas ela não me passa a magia que Loreena me passa. Mas enfim... Celtic Twilight me faz sentir uma druidesa. Night Ride Across the Caucasus quase me faz entrar em transe com sua batida constante, sua melodia calma e envolvente. Inebriante.
Marco Polo foi minha última aquisição. Igualmente contagiante, te leva numa viagem a tempos antigos, imemoriais... Uma das melhores que eu baixei recentemente.

Loreena McKennitt é, ao meu ver, uma cantora e compositora altamente injustiçada. Seu sucesso não faz jus ao seu talento. O mundo deveria se render aos encantos dessa mulher, que consegue nos transportar para outros lugares e era com sua música. Que outro artista faz isso hoje em dia, com tamanha perfeição?
Agora, para saber alguns fatos concretos sobre a cantora, além dessa babação de ovo que eu fiz, acesse:


Site oficial da cantora:
Continuarei aqui com meu vício.

Até logo!

:-)

3 comentários:

Bia Carvalho disse...

Olá!
Estou aqui para apresentar meu novo blog especializado em Suspenses Românticos, tanto os de banca quanto os de livraria.

Amor, mistério & Sangue

Espero que goste!

Bjs
Bia

Dominique disse...

Amiga, adorei o post. Você bem que poderia trazer algumas músicas para eu conhecer, né? Lembro vagamente da música das Brumas de Avalon, apenas sei que era linda e doce.

Ótimoooo post!!!

Mil beijooooos!!!

Nana B. Poetisa disse...

Loreena rules!

Miga, acho que sou uma boa influência pra vc, afinal de contas. hehe

Ouço cada música dessa mulher, me transportando de tal forma, que me sinto em extase.

Espero que mais pessoas como vc, aprendam e conheçam mais dessa mulher maravilhosa, que é...Loreena McKenitt.

Bju.

Postar um comentário